Ameis Uns Aos Outros

Antes da sua morte Jesus estava preparando os discípulos para permanecerem neste mundo testemunhando das coisas que ouviram e viram enquanto acompanhavam todo o seu ministério. A ausência física de Jesus não lhes deixaria órfãos. Ele lhes prometeu outro consolador para que estivessem para sempre com eles, o Espírito Santo, (Jo 14.16). Estas palavras serviram de consolo, esperança e obviamente uma ordem para viverem amando uns aos outros. A tarefa de ir e pregar o evangelho a toda criatura exigia sabedoria, perseverança e muito amor. A vida do cristão é uma vida de liberdade, não para fazer o que querem, mas para fazerem aquilo para o qual foi criados para fazer, glorificar a Deus com a sua vida.

A ordem de Jesus para amar uns aos outros, se obedecida, produziria toda a harmonia que precisavam em suas vidas para viverem felizes no desempenho de seus deveres. Este é um novo mandamento que norteou a vida dos discípulos e, obviamente, dirige hoje a vida de todo o que crê em Jesus.

Como podemos amar uns aos outros? 1) Amar como Jesus nos amou, incondicionalmente, sacrificialmente, completamente. 2) Devemos amar uns aos outros como a nós mesmos. Desejando sempre o melhor para o outro. Reconhecendo o outro como superior a nós mesmos. Nos alegrando com o bem do outro. 3) Amar sinceramente. Podemos dizer que amamos, mas é preciso demonstrar este amor. Precisamos confirmar nossas declarações com atitudes correspondentes.
 
O amor jamais acaba. O amor é contagiante, ele produz alegria, contentamento e paz. É possível amar, pois já fomos visitados pelo amor de Jesus, que nos capacita a amar. Obedeça este mandamento. Ame de verdade. Ame sempre. Ame como Jesus nos amou!